Cobrar por Kg ou por ÁREA?

Recebi algumas mensagens sobre o artigo que escrevi falando sobre o custo real do aditivo de níquel.


Gerou uma discussão extremamente positiva e o feedback foi bem legal.


Por esse motivo resolvi continuar e criar uma série de artigos mostrando o custo de todos os processos da MaisQuimica (MaisCobre, MaisNíquel, MaisBranco, MaisPrata, Maispré, Maisfolheação e Maiscor) explicando tecnicamente a conta real de cada processo.


Nesse artigo não irei falar sobre o custo de um produto, mas sim debater um pouco sobre qual seria a melhor forma de cobrar por um serviço: Por quilograma ou por decímetro quadrado?


Peças com a mesma área, mas com pesos diferentes irá custar operacionalmente para o seu banho o mesmo valor. Porem se você cobra por peso terá que ter atenção redobrada ou estará perdendo sua margem de lucro a longo prazo. 


Um cálculo rápido pode explicar essa diferença. Imagina que você tenha uma peça para banhar e você esteja cobrando R$25/kg. A peça original tem 4 kg, então você irá faturar R$100 por peça.


Imagine que seu cliente resolva ao invés de utilizar o latão, comece a utilizar Zamac (Apenas para ilustrar uma troca de peso no bruto).


A peça manterá o mesmo tamanho (mesma área de cobertura) mas ao invés de pesar 4 kgs agora ela pesa 3 kgs, seu faturamento cairá de R$100 para R$75 porém seu custo operacional será o mesmo! A mesma quantidade de material será depositada, você terá a mesma quantidade de horas trabalhadas, tudo igual, por outro lado seu lucro cairá drasticamente. 


Mas qual o lado ruim de cobrar por área? Primeiro ponto: é muito CHATO DE CALCULAR! kkkkkkk 


Além de ser de difícil cálculo, acaba sendo muito complicado para quem trabalha com diversos modelos e precisaria medir diariamente cada projeto novo.

Esse foi um dos pontos principais que explicaria o porque que o mercado de semi joias praticamente inteiro cobra por kg de peça banhada.


Já as zincagens e de empresas de etiquetas que trabalham com um volume maior de peças iguais preferem utilizar a cobrança por área.


Ou seja, não existe o certo e o errado. Existe a estratégia que se adapta melhor ao seu tipo de negócio.

Outro ponto chave é conhecer o custo real de todo o seu processo! Então nos próximos emails irei enviar mais algumas informações!

Grande Abraço!



Akaoã Froes Martins
MAISQUÍMICA 
Fone: (19) 98211-0057